Picos da Europa, um dos parques naturais mais emblemáticos da Europa

OS CAMINHOS CLÁSSICOS DO PARQUE

De passeios de poucas horas até travessias de vários dias, os itinerários dos Picos da Europa são tão variados como o seu público: famílias com crianças, caminhantes experientes, alpinistas… Alguns trilhos são antigas veredas estreitas de pastores que conduziam o gado aos prados de Verão, outros são velhas rotas de mineiros ou veredas entre vales que foram substituídas por estradas e funiculares. O parque organiza saídas guiadas que, classificadas pelo tempo de duração e dificuldade, descobrem estas fantásticas montanhas do Norte peninsular.

 

1- LAGOS DE ENOL E ERCINA O estacionamento de Buferrera é o início das rotas guiadas que o parque organiza em volta destes lagos. Com uma duração de três a quatro horas, passam por prados onde antigamente os pastores se instalavam com as suas famílias durante o Verão. Passam também perto de velhas minas do século XIX.

picos 8

2- CAMINHO DO ARCEDIANO O Caminho do Arcediano foi em tempos uma via de comunicação entre o Oriente asturiano e as terras de Leão. 

picos 9

3- ROTA DO CARES Une Poncebos e Posada de Valdeón e completa-se em seis horas. Da ermida de São Pedro em Camarmeña vislumbra-se o desfiladeiro.

picos 10

4- BULNES Durante séculos, a aldeia asturiana de Bulnes esteve isolada entre montanhas. O único acesso rodoviário até 2001 era o canal do Tejo, via íngreme e arriscada.. Hoje, Bulnes – com as suas fachadas típicas, já recuperadas – abre-se ao turismo, em  parte graças ao teleférico, que sobe desde Ponte Poncebos em sete minutos, vencendo um desnível de 647 metros.

picos 11

5- CABALLAR Esta rota é a mais recomendável para conhecer o maciço Oriental. Parte do povoado de Sotres e dura três horas e meia.

picos 12

6- FUENTE DÉ O teleférico permite subir ou aproximar-se dos picos mais altos. O itinerário guiado dos Horcados Vermelhos (5 horas) aproxima-se de Naranjo de Bulnes.

picos 13

7- NARANJO DE BULNES É a montanha mais emblemática dos Picos da Europa e a conclusão natural da aventura na região.

picos 14

CADERNO DE VIAGEM

COMO CHEGAR Cangas de Onís dista 110km do aeroporto das Astúrias e 72km de Oviedo. Para explorar a região, o meio mais adequado é o aluguer de automóvel. O acesso a Covadonga no Verão tem de ser feito através de autocarro ou táxi (www.consorcioasturias.com).
ONDE FICAR Casas de turismo rural, hotéis, parques de campismo e refúgios no interior do parque. O campismo livre é proibido.
MAIS INFORMAÇÃO O parque tem vários centros de acolhimento de visitantes: em Casa Dago, Cangas de Onís, Liébana, Pousada de Valdeón e Pedro Pidal em Covadonga.
www.picosdeeuropa.com

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar