Na verdade, a domesticação está sobretudo nos genes, mas a fronteira entre o doméstico e o selvagem é fluída. Um volume crescente de provas demonstra a probabilidade de os animais domesticados terem exercido um papel importante na domesticação, habituando-se aos seres humanos antes de assumirmos uma posição activa no processo.

Na costa ocidental do Canadá, há lobos que vagueiam pela praia e nadam entre ilhas, comendo aquilo que o mar lhes oferece.

Uma equipa de fotógrafos europeus capturou a pujança da vida selvagem do Velho Continente.

Atravessámos a pé uma floresta de crescimento antigo no Sudeste Asiático, em busca do precioso cardamomo. 

Imagine uma floresta no fundo do mar que promove a vida, fornece comida, abrigo contra predadores e segurança para o desenvolvimento dos juvenis.

Numa aliança mutuamente vantajosa, os peixes-palhaço e as anémonas hospedeiras são as jóias da coroa dos recifes de coral.

Uma expedição da Fundação Oceano Azul, da National Geographic Society e da Fundação Waitt mergulhou nas águas dos Açores em busca de informação sobre biodiversidade e indicadores do sucesso das medidas de conservação. O balanço é agridoce.

Os melhores exemplos da perícia dos animais e como eles inspiram as nossas construções.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar