Órgãos sexuais das hienas: uma questão de tamanho

As hienas têm um sistema reprodutivo único. 

Fotografia Joel Sartore

 

De facto, é tão único que, durante séculos, assumiu-se que as quatro espécies (malhada, parda, raiada e o protelo) eram hermafroditas porque ambos os parceiros no acasalamento pareciam ter pénis. O pressuposto era que mudariam de género de acordo com a necessidade.
Na verdade, a fêmea da hiena-malhada, ao contrário de qualquer outro mamífero, tem um clítoris maior do que o pénis do macho. “O clítoris é extremamente alongado para formar o pseudo-pénis totalmente eréctil através do qual urinam, copulam e dão à luz”, explica a investigadora Kay Holekamp. É o único mamífero fêmea que não tem abertura vaginal externa.

É o único mamífero fêmea que não tem abertura vaginal externa.

Durante o acasalamento, este órgão está flácido, mas o macho deve inserir o seu pénis erecto no clítoris. Se isto lhe parece desconfortável, imagine o que será parir uma cria com um quilograma e meio através do mesmo orifício! Como evoluiu este bizarro aparelho genital? A questão ainda não foi resolvida pela ciência.

HIENA-MALHADA

Habitat
África, do Sael à África do Sul, em áreas semidesérticas, savanas e florestas de montanha.
Estatuto
Abundante

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar