O significado daquilo com que sonhamos

Será que os andróides sonham  com ovelhas eléctricas, como escreveu  o autor de ficção científica Philip K. Dick na sua célebre obra de 1968? 

Imagem Mike Tyka, Google

 

A rede artificial de neurónios do Google gerou esta imagem dos "seus" sonhos. Imagem gerada por computador Mike Tyka, Google.

A finalidade e o significado dos sonhos são temas discutidos há muito. Actualmente, os investigadores estão mais perto de decifrar o que os humanos vêem enquanto dormem e de que forma um robot o pode simular. 
Em 2013, o neurocientista Yukiyasu Kamitani submeteu os sujeitos dos seus testes a centenas de “sestas” numa câmara de ressonância magnética, acordando-os repetidamente para que descrevessem os seus sonhos. O investigador já isolara padrões específicos de determinados objectos que mostrara aos participantes enquanto estes estavam acordados. A actividade cerebral foi analisada em busca desses padrões enquanto dormiam e um programa de computador transformou os conteúdos básicos dos sonhos em pequenos vídeos. O estudo apurou que coincidiam em 70% com o que os indivíduos se recordavam dos sonhos.

A actividade cerebral foi analisada em busca desses padrões enquanto dormiam e um programa de computador transformou os conteúdos básicos dos sonhos em pequenos vídeos.

Dois anos depois, engenheiros do Google também captaram imagens semelhantes a sonhos… de um computador. Criaram um algoritmo inspirado no cérebro humano com milhões de imagens para estudar a forma como este identificava objectos. De seguida, processaram os dados no DeepDream, software que permite à rede construir a sua paisagem visual alimentada pelo algoritmo que encontra formas numa imagem de ruído visual aleatório, semelhante à estática das antigas televisões. O computador gerou esta imagem psicadélica a partir do conhecimento adquirido pela máquina. 
Não será possível produzir registos precisos dos sonhos humanos até os investigadores descobrirem como são originados os sonhos no cérebro, mas pode ser criada uma enciclopédia da actividade cerebral que corresponda a cada pensamento.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar