Um sério caso de amor ambidextro

Os olhos deste peixe desenvolveram-se de forma ideal para ajudar a espécie a prosperar e a propagar-se. 

Texto Patricia Edmond   Fotografia Joel Sartore   

O macho (em baixo, à esquerda) e a fêmea foram fotografados no Zoológico de Oklahoma. 

No entanto, no que diz respeito à zona reprodutiva, a questão é mais complicada. O Anableps anableps, ou peixe-de-quatro-olhos, na verdade só tem dois olhos. Parecem quatro porque uma faixa horizontal de tecido divide o olho em dois lobos, cada qual com sua pupila e visão separada. Ao nadar junto da superfície, o peixe consegue ver dentro e fora da água simultaneamente.
“É fantástica a forma como ele distingue simultaneamente um predador e processa todas essas imagens de modo a saber para que lado deve ir”, explica o especialista Erik Kalen. Isto concede à espécie uma vantagem evolutiva.

Isto significa que um macho “à direita” desenvolveu-se de modo a copular apenas com uma fêmea “à esquerda”, e vice-versa.

Essa característica não é a única peculiaridade anatómica do A. anableps. A abertura genital da fêmea e o órgão sexual do macho, o gonopódio, uma barbatana modificada em forma de tubo, estão virados para a direita em alguns peixes e para a esquerda noutros.  Isto significa que um macho “à direita” desenvolveu-se de modo a copular apenas com uma fêmea “à esquerda”, e vice-versa, o que estatisticamente significa 50% de hipóteses de encontrar um parceiro compatível. “Não consigo encontrar vantagem nisso”, lamenta Erik.
No seu zoológico, “cria-se um pandemónio em massa quando chegamos à época de reprodução”. Os vigias monitorizam “que machos têm erecções à esquerda e à direita e quem acasala com quem”. Certa vez, um macho “lutou desesperadamente para mudar de lado” e acasalar com uma fêmea do mesmo lado, mas Erik não tem a certeza do sucesso da operação. Só doze semanas seria possível avaliá-lo – é o período normal de gestação da espécie. 

PEIXE-DE-QUATRO-OLHOS

Habitat/Distribuição
Águas doces e salobras na costa atlântica da América Central e do Sul

Estaturo
Ainda não foi incluído na Lista Vermelha da UICN 

Outros Factos
Apenas três espécies da família A. anableps têm dois olhos lobulados.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.