O local com mais relâmpagos do mundo

 O lago Maracaibo, na Venezuela, já era o lago com maior superfície da América do Sul, mas o céu por cima dele também estabelece recordes: na maioria das noites ao longo do ano: há ali relâmpagos. Esta conclusão é uma investigação recente: provavelmente, nenhum outro local na Terra regista mais relâmpagos por ano.

Fonte: “Where are the lightning hotspots on Earth?” Rachel I. Albrecht e outros, Bulletin of the American Meteorological Society (2016).

1 - Lago Maracaibo, Venezuela; 2 - Parque Nacional Kagouzi-Biega, Rep. Dem. Congo; 3 - Shabunda, Rep. Dem. Congo; 4 - Cáceres, Colômbia; 5 - Walikale - Rep. Congo; 6 - Daggar, Paquistão; 
7 - El Tarra, Colômbia; 8 - Nguti - Camarões; 9 - Butembo - Rep. Dem. Congo; 10 - Boende, Rep. Dem. Congo.
Uma classificação trepidante - Até 2016, parecia que as montanhas Mitumba, na África Central, registavam mais relâmpagos do que qualquer outro local na Terra. Os novos dados de alta resolução por satélite indicam que o “ponto quente” se situa na América do Sul. (Número de relâmpagos por quilómetro quadrado contados pelo sensor de imagem de relâmpagos da Missão de Medição de Chuvas Tropicais da NASA, 1998-2013).

frequencia

O fenómeno está ligado à topografia, explica Rachel Albrecht, professora de meteorologia da Universidade de São Paulo, que analisou dados de satélite de alta resolução para determinar onde se registam relâmpagos com mais frequência. O lago Maracaibo situa-se num vale no extremo setentrional dos Andes e liga-se ao golfo da Venezuela. Os ventos de montanha  convergindo com as brisas marinhas quentes e os altos índices de humidade combinam-se, gerando trovoadas nocturnas quase constantes.
Dos 500 “pontos quentes” de relâmpagos revelados por este censo, mais de metade situa-se em África e, entre os 30 maiores, apenas seis não estão localizados perto de cadeias montanhosas. Outras revelações: os relâmpagos oceânicos tendem a ocorrer durante a noite, enquanto os relâmpagos terrestres tendem a surgir durante a tarde.

Persistência e potência Algumas áreas no Sudeste dos Estados Unidos e parte do Norte da Argentina registam relâmpagos frequentes, mas ainda assim em número bastante inferior ao lago Maracaibo. Em contrapartida, muitas tempestades que ocorrem nessas regiões – a maior parte durante a Primavera e início do Verão – são mais severas e potencialmente destrutivas.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.