Caminhe por uma floresta neotropical húmida e verá algo invulgar.

fiin

No fim-de-semana de 16 e 17 de Novembro, todos os caminhos vão dar a Vila Real e ao FINN.

Como Alex Honnold conseguiu concluir a escalada de uma vertente terrível sem cordas e sobreviveu para contar a história.

Os nossos problemas ambientais são fáceis de constatar, mas as soluções são complexas. 

Os pescadores de lulas durante o dia e os “caçadores” de serpentes à noite são responsáveis pela captura anual de mais de 80 toneladas de serpentes-marinhas venenosas.

Joel Sartore

No momento em que estiver a ler estas linhas, Joel Sartore já terá fotografado cerca de dez mil animais. Tem planos para continuar até chegar aos 15 mil.

vespa asiática

Poderá ter sido uma surpresa para a opinião pública, mas foi a confirmação de uma invasão prevista desde que, em 2004, a espécie Vespa velutina nigrithorax chegara ao porto de Bordéus, previsivelmente dissimulada num carregamento hortícola proveniente da China.

Os jardineiros sabem há muito tempo que o sexo dos dióspiros é complicado: as árvores fêmeas dão frutos, e os machos não. 

Está datado: a meio do Triásico, alguns organismos terrestres começaram a longa adaptação ao ambiente marinho, modificando os mecanismos de locomoção. Esta evolução demorou milhões de anos e várias das suas etapas constituem ainda um enigma.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar