Livro dos Mortos

Escrito por volta de 1470 a.C. nas paredes e tecto da câmara funerária de Djehuti, um alto dignitário do Antigo Egipto, este “Livro dos Mortos” com dezenas de sortilégios deveria ajudá-lo a alcançar o Além.

Com a indústria lunar privada quase a descolar, há um movimento para proteger os locais na lua icónicos da primeira era da corrida espacial.

Na Grécia  arqueólogos identificaram os animais pintados num fragmento de taça mas não intuíram o seu significado.

O próximo celeiro

Se os agricultores da África subsaariana conseguirem aumentar o seu rendimento, mesmo que seja para quatro toneladas por hectare utilizando a tecnologia existente (um desafio difícil), alguns peritos acreditam que não só conseguirão alimentar-se melhor como até poderão exportar géneros alimentares

Nos primeiros dois a três dias após a Lua nova, altura em que se inicia a fase crescente, o horizonte oeste da esfera celeste revela uma perspectiva singular do satélite natural da Terra, semelhante à expressão facial de um sorriso. 

Ao contrário do que se poderia imaginar, raramente os antigos romanos usufruíam de faustosas refeições. Mas havia um prato favorito, que tinha lugar reservado quer na mesa dos ricos quer na dos pobres: a costeleta de porco.

Todos os fins-de-semana, os corredores dos prédios do bairro Tondo, em Manila, enchem-se de vida e esperança.

A ornamentação dos paquidermes é uma forma de arte no festival anual de Jaipur, na Índia.

Começou por ser uma festa das colheitas em honra de Ceres, a deusa romana das colheitas, da agricultura e da fertilidade.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar