Petra parece uma alucinação, uma miragem no deserto jordano. Encaixada entre escarpados e acessível através de um caminho estreito e sinuoso, deslumbra o visitante com as suas infinitas tonalidades, desde o rosa-pálido ao vermelho-sangue. E, claro, os seus fantásticos edifícios talhados no arenito são a jóia da coroa.

Há  exactamente 75 anos, um submarino alemão foi afundado a sul da ilha do Pico, apesar de se encontrar em águas portuguesas neutrais. O destroço foi agora localizado a mais de oitocentos metros de profundidade.

A chegada dos portugueses a macau 
correspondeu a uma nova fase na história 
das relações chinesas com o exterior e, ao mesmo tempo, deu um novo impulso à expansão portuguesa.

O Grand Tour - No século XVIII, um percurso pela Europa – com Itália como destino prioritário – constituía uma viagem essencial ao coração da história através do património cultural e artístico.

A fé escava montanhas nas terras do Norte da Etiópia.

A representação mais popular de Afonso de Albuquerque, vice-rei da Índia, é falsa. A história envolve espiões, uma invasão, manipulação ideológica e tecnologia de ponta. E está apenas a começar.

Em 2012, Wolfgang Pohl, o último sobrevivente da tripulação do U-581 que se afundara nos Açores em Fevereiro de 1942, concedeu uma entrevista a Manuel Paulino Costa. De visita aos Açores, onde vinha com frequência para homenagear os camaradas e visitar as suas «ilhas históricas», Pohl falou com franqueza dos dias fatídicos da guerra e lembrou o homem – inimigo – que lhe salvou a vida. A entrevista foi emitida na Rádio Montanha no dia 28 de Setembro de 2012 e constitui, provavelmente, o derradeiro testemunho do último homem que navegara no submarino alemão. Pohl faleceu em 2016. Transcrevemos aqui a entrevista, com a devida vénia a Manuel Paulino Costa.

Angra do Heroísmo é uma cidade prenhe de bravura e resistência face às contrariedades. Enfrenta, hoje, o maior desafio de sempre: tornar vivo o galardão de Património da Humanidade.

Esposa de Filipe da Macedónia e mãe de Alexandre, Olímpia brilhou com luz própria num mundo turbulento. Famosa pela sua beleza e crueldade, a sua lenda acompanhou a do seu filho.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar