A ornamentação dos paquidermes é uma forma de arte no festival anual de Jaipur, na Índia.

Começou por ser uma festa das colheitas em honra de Ceres, a deusa romana das colheitas, da agricultura e da fertilidade.

Barco romano

Os destroços de um barco romano do séc. I d.C contam a história dos Romanos na Gália. Retirada do lodo do Ródano, na cidade francesa de Arles, a embarcação quase intacta esteve exposta no museu local.

Na Grécia  arqueólogos identificaram os animais pintados num fragmento de taça mas não intuíram o seu significado.

No edifício da Mouraria, em Lisboa, na Casa da Severa, uma escavação arqueológica descobriu um curioso vestígio do passado medieval da cidade e da evolução das superstições.

Cerâmica

Com a abundante argila dos rios Tigre e Eufrates elaboraram-se figurinhas caseiras rudimentares mas também recipientes cozidos em série nos fornos.
A cerâmica é uma das grandes invenções mesopotâmicas.

Ao contrário do que se poderia imaginar, raramente os antigos romanos usufruíam de faustosas refeições. Mas havia um prato favorito, que tinha lugar reservado quer na mesa dos ricos quer na dos pobres: a costeleta de porco.

Conhecidas da população local, as grutas que não são grutas escondem uma história que permanece por explicar.

mosaico do Minotauro

Na cidade romana de Conímbriga, um espectacular mosaico do Minotauro evoca a mitologia grega e a sua persistência no imaginário da civilização que lhe sucedeu e que expandiu extraordinariamente os limites do controlo territorial na Europa, em África e na Ásia.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar