As Oito Cruzadas da Idade Média

Na primeira cruzada, conquistou-se Jerusalém e foram fundados reinos cristãos na Síria e na Palestina. A segunda foi iniciada como reacção à tomada de Edessa pelos turcos em 1144, e foi um fracasso total. A terceira, empreendida para conquistar novamente Jerusalém, que tinha sido tomada por Saladino em 1187, juntou os reis de França e Inglaterra e o imperador germânico, mas estes não conseguiram recuperar a Cidade Santa. A quarta foi uma aventura política de Veneza: a frota veneziana e o exército cruzado saquearam Constantinopla em 1204 e estabeleceram o império latino. A quinta fracassou na conquista do Egipto, nas mãos dos aiúbidas; na sexta, Frederico II Hohenstaufen recuperou Jerusalém ao negociar com os turcos. Na sétima, Luís IX sofreu um desastre na campanha do Egipto e acabou por pagar um milhão de dinares para que o libertassem. Na oitava, o monarca francês quis vingar-se do sultão Baibars, mas morreu de tifo em Tunes.

A National Geographic recupera a memória destes atribulados séculos com uma edição especial sobre As Cruzadas, Os Reinos Cristãos e o Mundo Islâmico.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar