Texto  Rachel Hartigan Shea  Fotografia  Damion Berger

O estado atravessa o seu quarto ano de seca e estes oásis residenciais foram, por fim, alvo de restrições de consumo. No entanto, as piscinas até podem gastar menos água do que os tradicionais relvados. “Na matemática das piscinas, importa reconhecer que só as enchemos uma vez”, diz Jonathan Volzke, do Departamento de Águas de Santa Margarita, que cancelou as medidas de restrição aplicadas a piscinas depois de analisar o consumo da água. As piscinas estão por norma rodeadas de superfícies que podem ter o triplo da área e que não necessitam de água. Se for acrescentada uma cobertura para evitar a evaporação, uma piscina pode usar ainda menos água do que os relvados desenhados para resistir à seca.

 

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar