Apesar da dimensão lúdica, a maioria dos utilizadores recorre às bicicletas municipais para as deslocações entre casa e o trabalho, poupando tempo e reduzindo o stress associado ao trânsito e à necessidade de encontrar estacionamento.

Lisboa tem um problema estrutural: dispõe de 400 mil lugares de estacionamento para um  universo de 570 mil veículos a circular. O reverso da moeda pode ser medido no número de acidentes: em 2018, registaram-se 155 acidentes com bicicletas GIRA, causando 49 feridos.

A metodologia do estudo implicou a consulta da base de dados de utilização das bicicletas e cerca de 5 mil inquéritos dos utilizadores. foi assim possível medir as taxas de substituição da rede de transportes convencionais, estimando poupanças em dinheiro, em tempo e em reduções de emissões de gases poluentes e com efeito de estufa.

A substituição do comboio ou do metropolitano pela bicicleta ou pela caminhada gera poupanças menores, mas o impacte mais significativo resulta da redução de automóveis e autocarros na cidade.

GIRA

 

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar