IDA E VOLTA

Uma loucura semanal: Andy Ross trabalha em São Francisco, mas vive a 200 quilómetros, o seu dia é assim… 

Fotografias: Carolyn Drake

Andy Ross viaja 200 quilómetros de automóvel, comboio e autocarro quatro dias por semana, desde casa, em Auburn, até ao local de trabalho, num banco de São Francisco. A viagem começa por norma às 6h. Andy senta-se à secretária às 10h, mas, antes disso, já começou a trabalhar no computador portátil. Sai do banco às 16h e chega a casa às 20h.

Há oito anos, Andy abandonou a indústria tecnológica e aceitou este emprego no banco. Juntou-se a quase 105 mil pessoas que, na região de São Francisco, gastam pelo menos 90 minutos em deslocações até ao local de trabalho. Andy e a mulher preferiram manter a sua casa em Auburn, em vez de se mudarem para a cidade, onde o preço médio de uma vivenda é de 1,2 milhões de euros (mais do triplo do que em Auburn). “Adoro o meu emprego, mesmo com estas viagens pendulares entre casa e o trabalho”, comenta Andy. Muito mais pessoas realizam agora longas deslocações para o trabalho do que há uma década.

 

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar