O abate ilegal de árvores quase provocou praticamente a extinção do mogno no Peru. Os madeireiros exploram agora espécies menos conhecidas, mas cruciais para a floresta tropical. Mulheres e crianças ashéninka reúnem-se no seu povoado longínquo de Nueva Bella. Madeireiros sem escrúpulos exploram estas comunidades, adquirindo madeira a preços baixos e roubando mogno nas reservas vizinhas que protegem as tribos isoladas. 

Nas florestas do Gabão, cientistas portugueses financiados pela National Geographic procuram mais peças para o puzzle da evolução. Darwin descreveu o mandril como o mais colorido de todos os mamíferos, pois as cores vibrantes da face variam com a sua excitação. Hoje sabemos que as fêmeas preferem os machos mais coloridos.

Um belo circuito para bicicletas em forma de anel com 360 graus, bastante elevado sobre a estrada. Eis a resposta da cidade holandesa de Eindhoven aos congestionamentos de tráfego.

Na Finlândia, a cozinha parece carregada de energia, mas são apenas traços de luz LED desenhados durante 24 minutos de exposição. A pessoa deitada no chão afastou-se após um curto período de tempo, deixando o seu contorno eléctrico.

Em 1947, num espectáculo de sereias nas nascentes de Weeki Wachee, várias beldades nadavam no meio de ramagens de Vallisneria L. Agora, as algas alimentadas pelo azoto oriundo das explorações agrícolas e dos relvados expulsam a flora autóctone. 

Fogo-de-artifício parece atravessar a Lua cheia na data de 3 de Julho de 2012, véspera das comemorações do Dia da Independência em Kansas City, EUA.

Uma imagem do monólito Torre do Diabo, nos Estados Unidos, funciona apenas como anúncio sem palavras para uma empresa de mobiliário do Dakota do Sul. O artista local Norman Blue Arm pintou o mural na porta da garagem da empresa.

Imobilizada no espaço e no tempo, a ilha de Wrangel é um paraíso para a vida selvagem, como nesta imagem. Uma cria de raposa-do-árctico brinca com um cadáver de lemingue. As raposas de Wrangel sobrevivem à custa destes roedores que escavam túneis na neve e cujos números apresentam variações abruptas de ano para ano.

O canguru Anzac e o vombate Peggy, com cerca de cinco meses cada, estão aconchegados no Centro de Resgate de Animais Selvagens Wildabout em Kilmore, Austrália. As progenitoras foram atropeladas, mas as autoridades esperam poder devolvê-los à natureza.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar