As antigas residências de clãs na província de Fujian estão a perder relevância, em contraciclo com a nova China. As tulou, ou “edifícios de terra”, da província de Fujian, no Sudeste da China, são habitações tradicionais construídas pelo povo hakka, oriundo da China Central e que migrou para sul a partir desta região, nos séculos XIV e XV.

A oliveira é, há muito, um símbolo de unidade entre os povos. Uma investigação sugere que há uma ligação entre os olivais da bacia do Mediterrâneo, que aponta para que estas árvores tenham sido difundidas pelos primeiros navegadores fenícios.  Na imagem, um olival na Galileia (Israel), a região com as mais antigas oliveiras do mundo. Algumas têm mais de três mil anos.

Nesta perspectiva ampliada da arquitectura da superfície da íris de um rapaz de 16 anos, em Erevan, Arménia, a piscina central (a negro) é a pupila e a imagem das pestanas está reflectida na córnea. As pálpebras cor-de-rosa (em cima e em baixo) assemelham-se a aros. 

Durante milénios, o mar de Aral foi uma das maiores superfícies interiores de água do planeta. Localizado entre o Cazaquistão e o Usbequistão, a sua decadência vale como aviso global. No Cazaquistão, um sector do antigo leito marinho transformou-se numa depressão salgada, poluída por substâncias químicas utilizadas no cultivo do algodão. 

Manequins velados por uma lona vermelha e iluminados por lâmpadas incandescentes revelam formas que evocam figuras de um teatro de sombras, cativando os compradores em Guilin, na China. Os mercados nocturnos da cidade vendem roupa, bijutaria, comida e muito mais. 

A cabeça de espadarte (provavelmente uma réplica) é, sem qualquer dúvida, uma companhia bastante curiosa para Maria Agnese Cornaro. Ela recebeu-a como presente há uns anos, depois de organizar uma exposição de aquários na cidade de Canelli.

A mosca-da-fruta possui um olho composto, com lentes autónomas que lhe conferem uma visão semelhante a uma grelha. Os cientistas suspeitam que as cerdas sirvam para proteger as lentes (desprovidas de pál-pebras) da sujidade e partículas. 

Em determinadas regiões são utilitários animais domésticos, mas o certo é que os saca-rabos (Herpestes ichneumon) acabam por ser um dos mamíferos de distribuição mais invulgar na Europa, uma vez que este pequeno carnívoro está restrito ao Sudoeste da Península Ibérica. 

Com aproximadamente 15 centímetros de comprimento, este axolotle nada dentro de um tanque em West Sussex. Em declínio no ambiente selvagem, esta invulgar espécie de salamandra mantém as suas características larvares na fase adulta.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar