O núcleo central do Palácio Fronteira destinava-se a ser uma quinta de recreio, mas, depois do terramoto de 1755 foi ampliado e transformado em residência principal da família Mascarenhas.

Classificado como Monumento Nacional, destaca-se pelo espólio azulejar e pelo Jardim Formal.

Lisboa

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar