Um albatroz consegue voar durante horas sem bater as asas, limitando-se a aproveitar a energia do vento imediatamente acima do oceano.

O “Código Postal: A2053N” representa a matrícula do navio bacalhoeiro português Joana Princesa. 

Com aplicações energéticas, farmacêuticas, médicas, cosméticas ou alimentares, as algas estão no centro do debate.

O uso de pesticidas esteve na origem do  declínio do papa-moscas de São Tomé, uma das 28 espécies únicas do arquipélago que o tornam a região com a maior taxa de endemismo de aves do mundo. 

Na Amazónia, sempre atentos à possibilidade de se cruzarem com algumas das cobras mais venenosas do mundo, é com descontracção que os investigadores encaram os encontros mais frequentes com espécies inofensivas, como esta Imantodes cenchoa.

Não são plantas nem animais, mas foram os primeiros organismos a colonizar terra firme há cerca de 1.300 milhões de anos. 

No Alasca, as luzes do Norte brilham com toda a intensidade numa madrugada polar gélida.

Uma aurora boreal ilumina o céu no Parque Nacional de Jasper, na província de Alberta.

Sempre atentos à menor perturbação do seu habitat, os flamingos funcionam em grupo, precavendo-se contra os predadores ou intrusos. 

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar