Em Ponta do Ouro, no Sul de Moçambique, recifes saudáveis asseguram o regresso anual de cardumes de pequenos peixes pelágicos migradores, que atraem predadores como o venenoso peixe-leão.

Uma jovem himba aplica ocre no cabelo de outra junto da margem de um rio no Noroeste da Namíbia. Valorizado pelo seu tom quente de vermelho, o ocre ainda é amplamente utilizado como ornamento.

O Etna nunca deixou de cuspir fogo e lava. Mas o poder destruidor do vulcão siciliano é muito menor do que o da ilha de Santorini, 900 quilómetros a leste, nas Cíclades, cuja erupção, há mais de três milénios, aniquilou todas as formas de vida em seu redor.

Os bagualeros são vaqueiros que capturam gado de criação bravo. Na imagem, fazem uma pausa enquanto procuram vacas na península de Antonio Varas, na Patagónia chilena. Poucos homens escolhem a vida de bagualero - é uma vida bonita, mas dura.

O protótipo de uma prancha de surf electromagnética dissuasora de tubarões é testado numa AMP junto de Durban. O dispositivo pode ajudar a gerir os encontros indesejados entre surfistas e tubarões. 

Este macho, fotografado no Santuário Zoológico de Healesville, em Victória (Austrália), é tão bom partido que as fêmeas, uma após outra, visitam-no para brincar… às casinhas. E isso são boas notícias, porque quanto mais a rã-preta-e-amarela (Pseudophryne corroboree) procriar, maiores são as hipóteses de sobrevivência deste ameaçado anfíbio da Austrália. 

O Norte de Santiago é um lugar de má memória para antigos presos políticos do Estado Novo. Indiferentes à história, os mais jovens mergulham nas águas cálidas da baía do Tarrafal. Mais a sul, estão também nas veredas verdejantes da serra da Malagueta ou de São Jorge dos Órgãos.

Santorini ao entardecer. As falésias e as pitorescas casas de Tera transformam a ilha num destino turístico muito popular, mas não tão idílico como parece: os vulcanólogos não excluem a possibilidade de novos sismos e, até, de uma erupção vulcânica.

Noivas com as mãos decoradas com hena aguardam pelo início do seu casamento colectivo. Em Mumbai, 35 casais participaram na cerimónia organizada por uma associação social muçulmana que tenta reduzir os custos nupciais para as famílias pobres.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar