Descoberto em 1964, o cromeleque dos Almendres é um dos monumentos megalíticos mais impressionantes do Alentejo e terá tido uma função mágico-religiosa.

O fotógrafo fez “uma longa exposição de 25 segundos de modo a captar as estrelas sem as fazer arrastar”, conta. Utilizou também uma lanterna com filtro laranja para iluminar melhor o cromeleque.

Fotografia: André Vicente Gonçalves

cromeleque 

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar