A taxidermia não é uma profissão para os pouco audazes.

O processo de fixação de peles de animais pode envolver serrar ossos, raspar tecidos e retalhar orelhas ou outras partes da anatomia. Após o processo, a pele é geralmente curtida e aplicada num manequim de poliuretano.

O objectivo é preservar a criatura num estado natural, para ser utilizada como ferramenta educacional ou para celebrar uma caçada. Timothy Bovard preservou inúmeros animais como taxidermista de um museu de história natural, mas assegura que nunca tocará em alguns animais: “Não vou certamente fazê-lo com os meus animais de estimação.”

 

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar